Pacotes

< Voltar

Recife

  • Duração:

Os atrativos para quem viaja ao Recife são vários! A cidade possui diversas opções de lazer, pontos turísticos, restaurantes, bares etc. Com tanta variedade, fica até difícil escolher o que fazer!


Esses passeios turísticos que são promovidos pela Prefeitura aos sábados e domingos. Tem roteiros a pé, de ônibus, de bicicleta e até de catamarã. Os percursos variam, com temas como “Igrejas”, “Circuito da Poesia”, “Capibaribe e suas pontes”, “Caminhada noturna”, “Recife Francês”, “Circuito Afro”, “Formação e transformação do Recife”, entre muitos outros.


Pra participar, você deve se inscrever online com antecedência. Confira a agenda no site ou na fanpage e faça sua inscrição assim que abrir, porque às vezes lota rápido. No dia, basta levar um quilo de alimento não perecível .


Veio pra cidade durante a semana ou não conseguiu vaga num dos passeios? Não se preocupe: simplesmente caminhar pelo Bairro do Recife, onde a cidade nasceu, já rende umas boas horas bem proveitosas. Tirar foto no letreiro “Recife” no Marco Zero, espiar a polêmica escultura de Brennand do outro lado, caminhar pelas ruas de paralelepípedos, ficar de pescoço troncho olhando os prédios antigos e ir ao terraço do Paço Alfândega espiar o Rio Capibaribe são ótimos programas.

Além disso, o bairro abriga bons cafés e restaurantes e vários espaços culturais, como a Sinagoga Kahal Zur Israel, o Museu Cais do Sertão, o Paço do Frevo, a Embaixada dos Bonecos Gigantes e a Caixa Cultural.


Todo domingo o Bairro do Recife fica ainda mais cheio de gente de todas as idades, aproveitando atrações como a Feirinha do Bom Jesus (que tem artesanato e algumas comidinhas), os cafés, a Livraria Cultura, ensaios de maracatu e uma ou outra programação pontual, como feirinhas gastronômicas e festivais de dança. No último domingo do mês, no entanto, a programação é reforçada com a montagem de várias estruturas com programação infantil, musical e esportiva, numa ação da prefeitura batizada de Recife Antigo de Coração. Vale a pena conferir, principalmente pra quem vem em família.


Inaugurado em 2014 num edifício de 1908 onde funcionava a sede da empresa inglesa de telégrafos Great Western, o Paço do Frevo é um centro cultural e de pesquisa sobre esse ritmo tão pernambucano, e é também um museu bem especial, pra ser apreciado com todos os sentidos.


Das músicas tocando aos depoimentos de grandes personalidades, passando por um glossário do frevo, maravilhosos estandartes e flabelos em exposição, trechos de frevos famosos nas janelas e aulas de frevo pra os visitantes, o lugar é encantador.


O Recife é cheio de igrejas históricas e se você tem interesse no assunto, vale muito percorrer as ruas da cidade – principalmente do Centro – pra conhecê-las. Uma das mais bonitas é a Madre de Deus, que é facinha de encontrar lá no Bairro do Recife, junto do Paço Alfândega, e tem um bonito mobiliário em jacarandá e colunas retorcidas douradas.

Outras ficam ali pertinho, no Bairro de Santo Antônio, como a Catedral de São Pedro dos Clérigos, em estilo barroco e rococó (Pátio de São Pedro); a Basílica e Convento Nossa Senhora do Carmo, também barroca (Praça do Carmo); e a Capela Dourada, que faz parte do complexo de edifícios do Convento e Igreja de Santo Antônio e fica na Rua do Imperador Dom Pedro II, pertinho da Praça da República.


Mercado da Boa Vista - Se você adora passear por mercados públicos, mesmo saindo de mãos vazias, pode ficar feliz. A Região Metropolitana da cidade tem mais de 20 mercados espalhados por diversos bairros, que contam um bocado da nossa história e cultura. O Mercado de São José, o da Boa Vista, o da Madalena, o da Encruzilhada e o de Casa Amarela e outros mais.


A Casa da Cultura é um antigo presídio que em 1975 foi transformado em centro de artesanato, com boxes instalados onde funcionavam as antigas celas. O lugar vale a visita só pela história, mas também é bem interessante pra quem quer dar uma olhada nas xilogravuras, esculturas, cachaças, bordados e outros artesanatos locais.

Poucos turistas vão além do Centro e da Zona Sul, mas a Zona Norte guarda muitas atrações, entre ruas simpáticas, ótimos bares e restaurantes, museus e cinemas. Mesmo pra quem não quer gastar, vale a pena ir conhecer bairros como Casa Forte, onde fica a simpática praça de mesmo nome, projetada pelo renomado paisagista Burle Marx em 1934.


Jardim Botânico do Recife


Com entrada gratuita, o Jardim Botânico do Recife não tem acesso tão fácil quanto as atrações acima, mas é um passeio legal especialmente pra os amantes da natureza e pra quem viaja com crianças. O espaço inclui vários jardins temáticos como o de Palmeiras, o de Plantas Medicinais, o de Plantas Tropicais e o Sensorial, além de um bromeliário, um cactário, um orquidário e trilhas pela Mata Atlântica.


Instituto Ricardo Brennand


Essa atração é bem conhecida, tendo sido até escolhida como o melhor museu da América Latina pelo TripAdvisor. No espaço, você encontra um grande castelo “medieval”, uma pinacoteca com várias obras de Frans Post, além de óleos e gravuras de outros artistas, tapeçarias, esculturas, mobiliário e uma grande coleção de armas brancas, incluindo espadas, punhais, facas e armaduras.


Aqueles que viajam a passeio e querem aproveitar o mar não devem deixar de ir até Boa Viagem durante a maré baixa e aproveitar suas piscinas naturais, formadas pelos arrecifes. Já quem está de carro, vale a pena explorar o litoral sul do estado e conhecer algumas das praias mais famosas do Brasil, como Carneiros e Porto de Galinhas.

Se interessou por esse pacote?

Preencha os campos abaixo com seus dados que entraremos em contato